Absorventes para óleo: areia, serragem, turfa, estopas, ou absorvente sintético – Qual usar?

Atividade experimental com soluções absorventes para óleo, hidrocarbonetos e outros produtos químicos em derramamentos acidentais.

 

A atividade experimental relatada abaixo tem o propósito de apresentar o comportamento dos principais insumos usados para absorção de líquidos, muito comuns em situações de derramamentos acidentais em indústrias. Objetiva-se concluir qual a melhor solução.

Esse experimento não terá peso para conclusões científicas e por motivos práticos não foi construído de acordo com normas de forma. As informações aqui prestadas terão peso meramente orientativo.

Objetivo: Verificação visual da absorção aparente dos líquidos derramados pelos diferentes tipos de absorvedores apresentados.

 

Materiais utilizados

 

  • Absorventes:
    • Turfa orgânica
    • Absorvente granulado sintético
    • Areia
    • Serragem
    • Estopas

 

  • Produtos químicos:
    • Óleo lubrificante usado
    • Gasolina
    • Álcool combustível

 

  • Equipamentos:
    • Balança
    • Copo medidor
    • Sacos plásticos

 

Metodologia

  • Derramar o mesmo volume de líquido para cada teste;
  • Em todos os testes derramar na mesma superfície e suas condições;
  • Reservar a mesma massa de absorvente para cada teste;
  • Aplicar os mesmo tempos de retenção em todos os testes;
  • Avaliar a dificuldade de manipulação;
  • Avaliação visual do nível de saturação no absorvente;
  • Registro fotográfico de cada etapa;
  • Anotações de cada etapa.

 

Desenvolvimento

 

A primeira fase do experimento consistiu em reservar 6 porções de 20 g de cada um dos absorventes. Ressalta-se que devido à suas características seus volumes variaram.

Em seguida reservou-se 6 porções de 50 ml dos líquidos que sofrerão a absorção.

 

Obs: Considerou-se material sendo saturado quando ainda observado visualmente a impregnação completa do sólido com o líquido e presença de líquido livre.

Obs: Utilizou-se absorvente granulado de duas marcas diferentes: uma com aspecto em pó e outra com aspecto granulado/flocos.

 

Veja o desenvolvimento aqui

 

Conclusão

Os diferentes tipos de materiais absorventes podem variar seu comportamento de acordo com a substância utilizada, mesmo que de forma pouco perceptível. Por exemplo, a saturação da mesma porção de turfa é tem seu comportamento visivelmente alterado quando aplicada sobre óleo e posteriormente sobre a gasolina. Dessa forma esse experimento é orientativo e não conclusivo, pois cada material e substância reagem de forma particular e que merecem experimentos mais aprofundados.

De maneira geral é possível concluir que alguns materiais usados como absorvedores desses líquidos químicos, podem ter sua eficiência pior ou melhormente avaliada.

 

Abaixo se resume, sob o ponto de vista do executor dessa experiência, a conclusão sobre a eficiência dos materiais utilizados com absorventes:

 

Areia: Pouco eficiente, densidade elevada (dificuldade no transporte e manipulação), facilidade em acumular umidade, porém valor de custo baixo

Serragem: Eficiência média, na maior parte dos testes a amostra saturou (ou quase), facilidade em acumular umidade, custo de aquisição baixo, estocagem e manipulação favoráveis devido a baixa densidade.

Estopa: Eficiência alta, em nenhuma das experiências houve saturação. Credita-se seu rendimento a ser material volumoso e de baixa densidade. Possui dificuldade específica na aplicação com líquidos viscosos (como óleo). Custo de aquisição baixo, estocagem complicada devido ao seu grande volume.

Turfa orgânica: Eficiência média-alta em relação à saturação, acumula pouca umidade, custo de aquisição médio, estocagem e manipulação favoráveis devido a baixa densidade.

Absorvente granulado sintético em pó: Eficiência alta em relação à saturação, não acumula umidade (hidrofóbico), custo de aquisição alto, estocagem favorável devido à baixa densidade. Ponto fraco: manipulação complicada, devido a seu aspecto em pó, pois se dispersa com ventos fracos, ao se dispersar se torna facilmente respirável, possui aspecto oleoso causando sensação desagradável em contato com a pele.

Absorvente granulado sintético em flocos: Eficiência alta em relação à saturação, não acumula umidade (hidrofóbico), custo de aquisição alto, estocagem e manipulação favorável devido à baixa densidade.

 

Melhor opção do ponto de vista técnico: Absorvente Granulado Sintético em Flocos.

Melhor opção do ponto de vista financeiro: Serragem, já que muitas vezes pode ser conseguida de graça em serrarias.

Melhor custo-benefício: Turfa Orgânica, pois seu custo não é elevado e sua capacidade de absorção é interessante.

Experiência Absorção de Óleo

Top

Solicite uma cotação

Confira nosso diferencial de preços de itens importados e certificados.